top of page
  • Foto do escritorGralha Azul - Turismo e Aventura

38º aniversário de Turvo celebra o turismo entre suas riquezas históricas


O município comemora nesta terça-feira (12/05) os 38 anos de emancipação com o pré-lançamento do fotolivro Prosas da Gente, ilustrando com entrevistas dos pioneiros e fotografias centenárias que sua vida começou muito antes desta data. A região originalmente povoada pelos indígenas, que hoje habitam a Reserva Indígena Marrecas, também é representada por uma das mais antigas comunidades tradicionais, a Comunidade Quilombola Campina dos Morenos. Além dos povos originários e afro-brasileiros, imigrantes europeus vindos de outras cidades da região como Imbituva e Prudentópolis povoaram a pacata vila que levava a alcunha de Sertões Desconhecidos, placa estampada na grande estrada de terra por onde circulavam os carroções.

Atualmente, muitas destas famílias que compõem a história local fazem parte da rede colaborativa de turismo Gralha Azul. Lançada em novembro de 2018, a iniciativa completou um ano e dois meses de atendimento atingindo a marca de 2.288 atividades realizadas entre as 16 opções que incluem esportes de aventura, trilhas ecológicas, vivências rurais e vivências culturais. Para estes visitantes, foram servidas 2.318 refeições típicas dentre as dez culinárias oferecidas pela rede, preparadas nas estruturas das propriedades rurais usando as receitas caseiras.

A principal procura tem sido do público regional, em destaque, da capital do Estado. Seguindo um ritmo de crescimento e visibilidade, o mês de janeiro de 2020 alcançou o maior número de visitações dentre todo o tempo de operação. Quem lidera o espírito aventureiro são as mulheres, representando 61,5% do público recepcionado.

O objetivo do projeto é valorizar as manifestações culturais que compõem a identidade local, também gerando renda para as pessoas do campo e comunidades vulnerabilizadas. Uma modalidade de economia circular onde cerca de 3/4 do total arrecadado com os roteiros teve como destino as famílias parceiras e jovens rurais colaboradores que atuam como guias e organizadores.

Além deste montante, o comércio local é alimentado em outras porcentagens fora das estatísticas, como artesanatos, produtos coloniais, saúde, transporte e outros serviços adicionais de lucro integral às comunidades. A proposta une o conceito de turismo colaborativo e a possibilidade de equilibrar o interesse turístico, distribuindo nos pacotes e eventos abertos roteiros diversificados, onde as famílias cooperam para que uma possa se beneficiar com o sucesso da outra, enquanto os organizadores são responsáveis pela comunicação, organização e logística de atuação.

Uma cidade em crescimento que encontra nos jovens o reconhecimento de um passado fértil para semear novas ideias. Um centenário de memórias, com quase quatro décadas de independência e muitos anos de prosperidade ainda por vir. Nas Prosas da Gente, encontramos lembranças de uma aventura que ainda está sendo escrita, a cada dia com mais coragem, a cada dia mais bonita. Um feliz e próspero aniversário à Capital dos Pinheirais!


Comentários


bottom of page